home    

Bibliografia

Racismo no Brasil. Percepções da discriminação e do preconceito racial no século XXI

SANTOS, Gevanilda Gomes/SILVA, Maria Palmira da






50258
      Enregistrer au format PDF   
 

Editora : Fundação Perseu Abramo em co-edição com a fundação alemã Rosa Luxemburg Stiftung
ISBN : 8576430169
Páginas : 176
Ano : 2005
Lingua : Português



Autores: Gevanilda Santos, Maria Palmira da Silva, Gustavo Venturi, Vilma Bokany, Rosana Heringer, Rosane Borges, Douglas de Souza, Adilton de Paula, Andressa de Martini, Juliana da Silva, Ana Lúcia Souza, Juarez Tadeu Xavier, Joenia Carvalho e Nadia Brol

Traz uma síntese da pesquisa realizada pela Fundação Perseu Abramo sobre discriminação racial e preconceito de cor no Brasil. A partir desses dados, diversos estudiosos analisam como a discriminação e o preconceito aparecem em questões como as relações de gênero, trabalho, lazer, religião, educação, justiça, violência, políticas afirmativas, saúde, identidade racial, racismo institucional e cultura política.

A pesquisa teve como preocupação central investigar a percepção da desigualdade racial e do racismo no país. Buscou mensurar não apenas expressões objetivas da discriminação racial, mas, sobretudo, captar a consciência das populações branca e não-branca (negra, indígena, oriental e miscigenada) sobre o preconceito de cor e sua experiência com práticas discriminatórias que têm se perpetuado como componentes estruturantes da desigualdade social no Brasil, constituindo fortes entraves para a conquista da cidadania plena por parte do conjunto da população.

Temos aqui uma síntese abrangente dos dados da pesquisa, acompanhada de um conjunto de artigos de pesquisadores de diversas localidades do país que instigam os leitores a novas leituras e interpretações. Trata-se, certamente, de material de grande importância e utilidade para a orientação dos gestores públicos no trabalho de planejamento de políticas sociais de promoção da igualdade de condições para todos os segmentos raciais. É também uma obra valiosa para a sociedade civil, porque traz novos elementos e proposições que podem contribuir para o Movimento Social Negro dinamizar suas estratégias de intervenção política junto a seus próprios ativistas, ao espaço acadêmico, aos legisladores e aos governantes em seu propósito de combater o racismo.

Sumário :

- Pesquisando discriminação institucional e identidade racial: considerações metodológicas Gustavo Venturi e Vilma Bokany

- Identidade racial brasileira Maria Palmira da Silva

- A cultura política da negação do racismo institucional Gevanilda Santos

- Visões sobre as políticas de ação afirmativa Rosana Heringer

- Pensando a transversalidade de gênero e raça Rosane da Silva Borges

- Segurança pública e racismo institucional Douglas Martins de Souza

- O dilema da saúde: novos desafios para a agenda política do Movimento Social Negro Maria Palmira da Silva

- Educar o Brasil com raça: “Das raças ao racismo que ninguém vê” Adilton de Paula

- Discriminação no mercado de trabalho: desafios do combate ao racismo no bojo da população economicamente ativa no Brasil Andressa Ferreira de Martini e Juliana Francine da Silva

- Os sentidos da prática de lazer da juventude negra Ana Lúcia Silva Souza

- Limites conceituais no estudo das religiões afrodescendentes Juarez Tadeu de Paula Xavier

- Identidade e discriminação da população indígena Joenia Batista de Carvalho

- “Grupos de ódios” na sociedade alemã Nadia Brol






logo FETE-UGT
logo UGT
logo Fondo Europeo para la Integracion
logo
©